Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Realizado o V Encontro de Práticas Pedagógicas no IFSP Itapetininga

Nos dias 18 e 19 de setembro, reuniram-se no IFSP Itapetininga pouco mais de uma centena de estudantes, professores, pesquisadores e interessados em educação e práticas de ensino durante a realização do V EPP – Encontro de Práticas Pedagógicas.

O EPP é uma iniciativa do Grupo de Pesquisas de Formação de Professores para o Ensino Básico, Técnico, Tecnológico e Superior (FoPeTec) e da Coordenação de Pesquisa e Inovação do campus, tendo sido realizado consecutivamente desde 2015, com objetivo de discutir diversos aspectos relacionados à formação inicial e continuada de professores, sem deixar de atentar para o exercício da atividade docente. A história do evento pode ser consultada no seguinte endereço: http://twixar.me/6mN1

A edição 2019 teve como tema de abertura a palestra do coordenador do FoPeTec, Ivan Fortunato, sobre algumas práticas pedagógicas de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas no próprio IFSP Itapetininga. Sua fala foi seguida pela palestra da Profa. Dra. Maria do Rosário Silveira Porto, da FE-USP e membro do FoPeTec, que abordou o lado esquecido da instituição escolar; ou aspectos da complexidade do cotidiano que raramente aparecem nas políticas, nas práticas de gestão e nos resultados que se desejam para a educação.

Na sequência dessa palestra, os participantes-pesquisadores tiveram a oportunidade de mostrar parte de seus trabalhos de práticas pedagógicas por meio de banners, que povoaram parte dos corredores da instituição. Os banners foram apresentados para os membros do FoPeTec e convidados que, atentamente, ouviram, questionaram e comentaram cada apresentação.

No primeiro dia, ainda, o evento foi abrilhantado pela palestra da professora Lucélia Miranda Massoni, que também faz parte do FoPeTec, com o tema “O processo de aprendizagem do aluno surdo usuário da Língua de Sinais”. Lucélia trouxe parte da sua pesquisa de doutorado sobre a inclusão de estudantes surdos nas escolas regulares da cidade e região, a qual está sendo desenvolvida na Universidad do Rosário, na Argentina.

O primeiro dia de atividades foi encerrado com uma sessão de premiação simbólica aos pesquisadores que mais se destacaram pela apresentação e pela inovação das práticas pedagógicas trazidas ao EPP. No dia 18, essas qualidades foram plenamente encontradas no trabalho “PIBIDITECA: um projeto de incentivo à leitura e à imaginação”, das estudantes de Pedagogia do IFSP Boituva e da professora Fabiane de Oliveira Ducini, da EMEF Wanderley Rosa da Silva, de Boituva.

O segundo dia de atividades do EPP começou com a realização de três oficinas simultâneas, tendo os participantes tido a oportunidade de escolher o tema de interesse. A professora Lucélia complementou sua palestra do dia anterior com uma oficina sobre Libras. Já Éder Vacilotto, membro do FoPeTec, trouxe sua experiência como arte-educador numa oficina sobre Arte. A terceira oficina ficou por conta de pesquisadores do LEL – Laboratório de Estudos do Lazer, da UNESP de Rio Claro, que desenvolveram um trabalho bastante prático e divertido sobre Jogos Corporais.

Na sequência, o auditório ficou lotado para a palestra “Todos educam para a cidadania?”, realizada pelo Prof. Dr. Marcos Francisco Martins, o Marquinhos, professor da UFSCar de Sorocaba. Foram abordados temas fundamentais para se pensar a escola democrática que se pretende, desde a própria etimologia da palavra cidadania.

A última atividade do EPP foi uma nova sessão de banners, conduzida da mesma forma que o dia anterior: estudantes, professores e/ou pesquisadores apresentaram seus trabalhos para os membros do FoPeTec e convidados, durante duas horas de muito aprendizado. O EPP foi encerrado com o sorteio de duas obras trazidas pelo Marquinhos, com um balanço rápido desta quinta edição pelo professor Ivan, e com a entrega do certificado de destaque do dia para o trabalho “Projeto interdisciplinar de carnes e derivados: uma possibilidade de estratégia educacional inovadora no curso de ensino médio integrado ao técnico”, desenvolvido por Diana Siqueira Liberatti e Natália Tsuzuki, professoras da ETEC de Piedade.

O EPP contou com o apoio imensurável da empresa Santo André Alimentos, que agraciou o evento com café, suco e rosquinhas, além de kits completos com café, squeeze e outros produtos, que foram entregues aos palestrantes na forma de agradecimento pela disposição em partilhar saberes no congresso.

Ao final, a comissão considerou o trabalho intenso desses dois dias como um SUCESSO, mas também de muitas lições para a realização do próximo EPP, em 2020, que já começa a ser pensado. Que venha o Hexa!

 

 

 

 

 

 

 
registrado em:
Fim do conteúdo da página